Rocky

em 14 de mar de 2014
Rocky Balboa

Ontem re-assistir o filme Rocky, assisti quando era criança e não me lembrava muito. Apenas lembrava da luta com o Apollo. Acredito que assistir um filme quando estamos mais maduros nos permite ver os detalhes e nuances da trama. Rocky foi lançado 10 anos antes de eu nascer e mesmo assim foi algo que fez parte da minha infância/adolescência, já que o filme teve a continuação chegando até o sexto filme.

Atenção: contém spoiler.

O filme se passa na Filadélfia, uma cidade industrializada como mostra o filme. Rocky Balboa mora em um bairro industrial, parece na periferia. Ele é um lutador de box de bairro, como ele mesmo se classifica. Treina em uma academia perto da sua casa, onde o dono e treinador é um ex-lutador de boxe, Mickey Goldmill, um senhor linha dura. Rocky trabalha para um agiota e Mickey não aprova a situação, retirando o Rocky dos planos da sua academia de boxe, chegando a dizer que ele é um grande lutador, mas muito cabeça dura e sem foco.

Rocky não é um lutador surpreendente, dá pra perceber que ele é meio desligado, parece pensar muito. Possui algumas falhas técnicas. Mas bate forte e aguenta a porrada. Sua vida começa a mudar quando o adversário de Apollo Creed se machuca, e Apollo tem a ideia brilhante de convidar um lutador local para concorrer ao cinturão. É aqui que temos uma grande lição do filme, enquanto Rocky treina firme para enfrentar o campeão, Apollo parece estar confiante demais, achando que por ser o melhor não poderá ser derrotado por um lutador local, o filme mostra uma cena do Apollo preocupado com a publicidade, sem treinar para a luta.

O método de treino do Rocky é bem pesado, dá pra perceber a melhora do lutador. No começo ele mal consegue subir as famosas escadas e chegar ao topo com folego, no final ele já sobe tranquilo e ainda tem folego no final para comemorar a vitória. Ele melhora a técnica, mas ainda está longe de ser o lutador ideal para enfrentar o Apollo. É aí que ele vai um dia antes da luta para o estádio e ao subir no ringue ele percebe que não pode vencer o Apollo, que ele não tem classe e é só um lutador de bairro. Porém ao entender isso, ele não desiste, ele apenas cria um objetivo mais fácil de ser alcançado, conseguir aguentar 15 rounds em pé, na época era comum esse número de rounds. A maioria estava apostando que Rocky cairia antes do 3º round, inclusive Apollo. Ao definir uma meta alcançável Rocky ganha uma motivação ainda maior.

Podemos perceber uma grande lição do filme, as oportunidades surgem e precisamos aproveitá-las, pois ela pode ser a única. E mesmo depois de aproveitar a oportunidade, após tomarmos nossas ações, podemos perceber que o fardo é grande demais para nós, mas podemos sempre reajustar nossos objetivos. As vezes é mais fácil conseguir uma conquista um pouco menor, do que uma grande derrota. Como o próprio Rocky diz, se eu aguentar os 15 rounds com o Apollo, eu saberei que não sou mais só um lutador de bairro.

Então deixo a pergunta: como você saberá se é capaz, se você não se arriscar?