Extrovert or Introvert?

em 28 de nov de 2015

Recentemente encontrei um canal no YouTube (engVid) com muitos vídeos bacanas ensinando inglês. O interessante é que ele é todo em inglês, forçando a tentar entender o que o professor fala, o que ajuda a treinar bastante a ouvir em inglês. Para treinar um pouco a escrita e acompanhar o meu progresso, irei fazer postagens com os vídeos que eu assistir. Acredito que no começo será difícil escrever algo em inglês, então basicamente serão cópias das escritas do vídeo.

Extrovert

  • The more the merrier
  • The life and soul of the party
  • Chatterbox (bla, bla, bla)
  • Learning advantage
  • Curious and social
  • Proactive in conversation
  • Not so good at listening
  • Small passive vocabulary

Advice

  • Learn 'on the street'
  • Immersive experiences - exchanges
  • Conversation classes + TEFL

Not so useful

Book learning, audio learning, Skype classes, programmes

Introvert

  • It's just me, myself, and I
  • The wall flower
  • Deep and meaningful
  • Shy speakers
  • Hesitant, doesn't initiate
  • Fearful of mistakes
  • Great listener
  • Wide passive vocabulary
  • Better grammar
  • Better writing skills

Advice

  • Talk to yourself
  • Make a friend
  • Teach yourself

Scary!

  • Interactive games
  • Big classes

Eu me encaixo muito como introvertido. E você?

Desenvolvedor Web: a jornada

em 7 de ago de 2014

Recentemente comecei a estudar mais sobre desenvolvimento web, focando em desenvolvimento front-end, é a área que eu mais gosto. Há três anos venho estudando HTML e CSS, e no último tenho focado em JavaScript, e é exatamente nele que tenho encontrado grandes dificuldades. Pra quem entende de desenvolvimento sabe que HTML e CSS não são linguagens de programação, e para desenvolver nelas não é preciso ter conhecimentos de programação, apesar de ajudar muito.

Exatamente pelas dificuldades que estou tento, decidi ir mais afundo e procurar estudar os fundamentos de programação, ou algo assim. Até cheguei a cogitar a fazer o curso de Ciências da Computação ou mesmo um Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, mas conversando com algumas pessoas já formadas, percebi que não precisava passar 4 anos em uma faculdade e poderia estudar por conta própria.

Pesquisando na Internet encontrei os vídeos de um curso Tecnologia em Sistemas de Computação da fundação CECIERJ, com basicamente todas as matérias necessárias para aprender os fundamentos que eu vinha procurando. É claro que precisa tomar um pouco de cuidado pois o curso é de 2008 e algumas tecnologias estão ultrapassadas. Mas o meu objetivo aqui são os fundamentos e isso não muda muito.

Outra grande descoberta foi uma escola em Nova Iorque chamada The Flatiron School, que tem um curso de Web Development, o foco do curso é tornar-se desenvolvedor full stack. Essa não é a minha intenção, mas acredito que aprender o todo ajudaria muito a me tornar um front-end melhor. Mas aqui esbarro em dois problemas, o curso custa a pequena bagatela de 12000 dólares, e eu não tenho a fluência em inglês. Fora os custos para me mantar em NYC por 6 meses. Pode ser que não faça o curso, mesmo assim vou usá-lo de base. O pessoal da Flatiron recomenda fazer um “prework” antes de iniciar o curso, pois o pessoal não vai perder muito tempo ensinando o básico.

Neste prework, existe uma diretriz do que se deve estudar. A maioria das coisas são feitas online, através das plataformas Treehouse (pago), CodeSchool (pago), CodeAcademy (free), tutorias e livros. É claro o conteúdo é todo em inglês. Porém estudando com calma e tendo recursos para ajudar na tradução e interpretação pode ser viável. Além de ajudar a treinar o inglês. Mas o pulo do gato vem em poder pegar o que é recomendado estudar e procurar referências em português, o próprio CodeAcademy tem os seus treinamentos traduzidos. Ainda existe a possibilidade de fazer grande parte do conteúdo na Alura e contar com os livros da Casa do Código.

Com base nestes materiais que encontrei, criei um roteiro para estudar. Posso fazer isto no meu tempo livre, sem compromissos com provas ou encontro presenciais. Faço no meu tempo e se tiver dúvidas posso pesquisar mais sobre o assunto ou procurar algum fórum para tirar dúvidas.

Para ajudar a fixar o conteudo estudado, vou criar uma série de postagens sobre os assuntos estudados, servindo como uma futura referência ou até mesmo para ajudar outras pessoas que estão seguindo o mesmo caminho. Também posso usar isso como uma forma de verificar o meu progresso. Além de ser uma forma de compartilhar o conhecimento.

Se você tiver algum conteúdo ou referência que possa ajudar compartilhe nos comentários.

Uma longa viagem começa com um único passo.
- Lao-Tsé

Referências

Vou criar uma página para servir como uma sumário dos assuntos estudados e possíveis referências. Caso tenha algo para ajudar a contribuir fique a vontade.

Você pode alcançar a imortalidade, basta fazer apenas uma coisa notável

em 23 de abr de 2014
Você pode alcançar a imortalidade, basta fazer apenas uma coisa notável - Johnnie Walker

Faz um bom tempo que venho usando esta frase de uma propaganda da Johnnie Walker na assinatura do meu e-mail. Não sei qual a importância que as pessoas dão as assinaturas de e-mails, se é que elas leem. Mas hoje parei para refletir novamente sobre a mensagem contida nela. Pra quem gosta de citações e frases de efeito, é uma bela frase. Mas se analisada mais profundamente, podemos encontrar um grande ensinamento.

Vamos começar pela palavra: "pode". Esse é o primeiro passo para conquistar algo. Primeiro você deve desejar essa coisa, depois do desejo ter sido criado você pode conseguir ele, ou não. O "você pode", mostra claramente que só depende de você, não da sua família, não dos seus amigos, não de onde você nasceu, não de onde estudou, etc. Você é o protagonista.

Partindo da primícia que você pode algo, a frase fala em algo interessante e buscado por grande parte dos seres humanos, pelo menos os mais ambiciosos, a imortalidade. Ainda não é possível viver fisicamente eternamente, e eu não acredito em vida pós-morte. Mas sim, acredito que é possível se tornar imortal, mas é claro que essa imortalidade depende de outras pessoas. E a frase resolve este problema dizendo que: "basta fazer apenas uma coisa notável", simples assim. Faça algo notável, que as pessoas irão lembrar de você eternamente. A história mostrou e ainda mostra isso, veja casos de pessoas que até hoje são lembradas e estudadas pelo que fizeram, seja algo bom ou ruim. Mas espero que você sempre deseje fazer algo bom.

Chegamos aqui a outro ponto, não basta pensar ou desejar algo, você tem que fazer. Ação! Sem ação você não será lembrado. Não basta apenas desejar, você tem que ir atrás. Deixo aqui a pergunta: o que você tem feito?

Link YouTube | Androide Johnnie Walker

Um desafio pessoal diferente: tomar banho frio

em 1 de abr de 2014
A vida começa no final da sua zona de conforto - Neale Donald Walsch
Foto Papo de Homem

O mês de Março já acabou e agora é hora de rever o que foi feito e o que vem pela frente. Apesar de tentar postar mais no blog ainda estou desorganizado e as postagens estão sem um ritmo. Mesmo assim as postagens dos desafios estão firmes, pois escrever me ajuda a refletir e analisar o que foi feito e o que não foi feito e os motivos.

Revisando os desafios do mês de Março

O mês de Março não foi tão produtivo quanto eu imaginava. Ainda venho cometendo delitos nos meus desafios, especialmente na meditação diária e estudo da língua Inglesa, mesmo com a prática quase que diária no Duolingo, eu venho sentido falta das aulas na Cultura Inglesa.

Tirando os domingos consegui me manter firme no desafio de fazer flexões diárias após o trabalho, comecei fazendo uma média de 8 flexões na primeira semana chegando a 15 flexões na última semana. Não fiz as abdominais pois achei que não seria interessante acrescentar elas no primeiro mês da volta aos exercícios físicos, pois acabaria desmotivado. Outro ponto negativo foi a ausência de caminhadas, mesmo comprando um bom tênis para caminhar ou correr, acabei não saindo para correr nenhum dia. Nesse caso foi pura preguiça mesmo.

Já no desafio social progredi um pouco mas acho que ainda estou longe do ideal. Tenho conversado mais com as pessoas. Ainda estou tentando falar mais sobre meus anseios e vontades. Quando ao desafio de ajuda me mantenho na estaca zero.

Por que tomar banho frio?

Inspirado nessa postagem Pequenos hábitos, grandes resultados, do Papo de Homem, decidi começar um desafio diferente neste mês de Abril. Tomar banho frio. Isso mesmo, abrir mão do conforto de um bom banho quente para me aventurar nas terras das águas geladas. Na verdade o banho nem sempre será gelado, já que aqui em Ribeirão Preto a água em temperatura ambiente costuma ser agradável. Porém em dias frios o bicho pega.

Eu já venho praticando esse desafio há uma semana, desde o dia que eu li o artigo, mesmo assim decidi usar ele como desafio pessoal para o mês de Abril. É engraçado verificar o quanto estamos acostumados com os nossos pequenos luxos, e é exatamente essa a função desse desafio, mostrar que é possível viver sem pequenos luxos. Uma coisa que percebi foi que a temperatura deu uma abaixada nesses dias, então vencer o desafio não está sendo fácil. É exatamente como nesse trecho do artigo:

Ao abrir o chuveiro frio, uma tempestade de pensamentos preenche nossa mente, tentando nos convencer de que aquilo não é uma boa ideia. Você sabe que o conforto está a uma chave de distância, que não precisa fazer aquilo. Como em todas as situações da vida, começamos a racionalizar os motivos para evitar o desconforto.
– Alberto Brandão

No artigo o Alberto Brandão fala de uma postagem no Lifehack falando sobre os benefícios de tomar uma banho gelado (em inglês). Sendo assim além de ajudar a sair da zona de conforto ainda pode haver benefícios para o corpo ao tomar banho frio. Lembrando que o objetivo principal é sair da zona de conforto, pois as desculpas que damos para não tomar um banho gelado, são as mesmas que damos para não fazer qualquer outra coisa, como por exemplo: sair de casa e ir correr (eu fiz isso o mês de Março inteiro).

Your comfort zone - Where the magic happens
Sua zona de conforto - Onde a mágica acontece

Como a ideia dos desafios é criar um novo hábito ou mudar antigos, continuo com os antigos desafios, e depois de analisar a situação que eles estão, decidi:
  • Manter a meditação em 5 minutos por dia;
  • Além das flexões diárias aumentar com 1 exercício abdominal;
  • Tentar vencer a zona de conforto e sair para correr no final de semana;
  • Continuar a prática do inglês no Duolingo;
  • Escrever ao menos três vezes por semana aqui no blog;
  • Tomar pelo menos um chá por dia.

No desafio social, vou manter o que venho tentando nos meses passados, manter mais contato com os amigos, acho que seria interessante procurar o meio pelo qual eles preferem se comunicar. No desafio de ajuda pensei em entrar em contato com o pessoal da Associação de Surdo de Ribeirão Preto, e ver se posso acrescentar algo a associação.

Hora de acordar

em 26 de mar de 2014
Link YouTube | Hora de Acordar! - Alan Watts

Monge Kõjun apresentou esse vídeo na Comunidade Zen Budista de Ribeirão Preto. Ainda não tinha visto a animação, nem o texto do Alan Watts, e ambos são fantásticos. Comprei o livro O Espirito do Zen, mas ainda não li. Mesmo assim já aprendi a admira-lo. Pra quem não conhece Alan Watts foi um filósofo, escritor, orador e estudante de teologia, muito conhecido por popularizar as filosofias da Ásia para o ocidente.

A vida me ensinou esperar

em 15 de mar de 2014
Uma longa caminhada começa com o primeiro passo - Lao-Tsé
Foto Internet

Foi preciso esperar quase 9 meses para nascer. Depois alguns anos para as primeiras palavras, os primeiros passos. Na infância esperava o Natal, a Páscoa, o Dia das Crianças. Quando adolescente esperava a aula terminar, o almoço ficar pronto. Esperei os 18 anos chegar para começar a dirigir. Esperei 4 anos passar para me formar na faculdade. Esperei alguns meses para conseguir um emprego.

Até mesmo quando doente, esperava a cura. Quando não tinha dinheiro esperava o próximo pagamento. Esperava ansiosamente enquanto guardava dinheiro pra poder comprar algo. Esperava no trânsito, na fila do caixa. Esperava a minha vez chegar.

Durante muito tempo a vida me ensinou a esperar, que sendo paciente tudo se resolveria, tudo seria possível. Mas nem sempre a espera se resolvia, as vezes o problema persistia. Então começaram os questionamentos: será que esperar é mesmo a solução?

A vida me ensinou a esperar, mas nunca me ensinou que a espera não deve ser o foco! Nunca ensinou que ir atrás dos objetivos e encontrar a solução deveria ser prioridade. É claro que as vezes você deve tomar uma atitude e esperar os resultados. Mas sem a ação os resultados não chegam. Se você não começar nunca vai chegar, e então nada adianta esperar.

Uma longa caminhada começa com o primeiro passo.
Lao-Tsé

Rocky

em 14 de mar de 2014
Rocky Balboa

Ontem re-assistir o filme Rocky, assisti quando era criança e não me lembrava muito. Apenas lembrava da luta com o Apollo. Acredito que assistir um filme quando estamos mais maduros nos permite ver os detalhes e nuances da trama. Rocky foi lançado 10 anos antes de eu nascer e mesmo assim foi algo que fez parte da minha infância/adolescência, já que o filme teve a continuação chegando até o sexto filme.

Atenção: contém spoiler.